quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Nascemos em Ti...


Nasceste... Ou fomos nós que nascemos em ti...
Como te podemos dizer que nasceste, Tu,
que estás dentro de tudo desde o ínicio!

Como podemos dizer-te que nasceste,
quando foste Tu que exultas de Alegria no seio do Abbá
ao ver este Projecto maravilhoso de fecundidade...

Como podemos dizer-te que nasceste,
quando é em Ti que tudo acontece,
sim, em Ti, no teu Amor Filial,
porque é em Ti que o Abbá encontra todo o seu agrado...

Como podemos dizer-te que nasceste,
quando és Tu quem nos acolhes e abraças
com um "bem-vindo" na condição
de filhos do Abbá?

Sim, podemos dizer que nasceste...
Porque já não posso ver-te com outro Rosto
que não seja o do meu Mestre de Nazaré,
o Homem Novo...

Mas que abuso, que atrevimento dizer-te que nasceste,
quando, afinal, todos nascemos em Ti,
porque é em Ti que todos somos filhos,
é contigo que aprendemos a dizer Abbá...

Tocamos-te... Estás aí... Exultas connosco...
Que Mistério te habita, Tu,
que és desde Sempre, no Seio do Pai,
pura gratidão e ...


um grande abraço

4 comentários:

Rui disse...

Provocaste em mim um enorme ENCANTO. Obrigado por ti, meu Irmão e Companheiro!

Sete & Soraia disse...

puro mel ;)

puro mel...

procuro... disse...

É encantador "perceber" este mistério que nos habita...
Abraço

JR Damaia disse...

Muito obrigado pela permanente mediação. Apesar da distância física, somos comunidade.

Abraços e beijinhos com desejos de um Natal essencial.

JR Damaia