sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Acredito...



Se calhar, um dos motivos que te está a perturbar mais neste momento é a tua história.
Talvez estejas a reviver determinadas experiencias negativas pelas quais já passaste, de medo, solidão ou traição.
Por isso até podes estar a reagir do mesmo modo que reagiste nessa altura.

Deixa-me pedir-te uma coisa: não penses tanto!
Não penses tanto para encontrar motivos e explicações para seres quem és hoje,
nem te ponhas a pensar tanto sobre o que deverias ser, ou o que tinhas de ser ou ter agora!
Também não te ponhas a exigir aos teus irmãos
que te tratem ou reconheçam de outro modo,
porque eles lidam contigo naquilo que tu és, não naquilo que gostarias de ser!

Não te preocupes tanto em resgatar a tua história,
em viver agora experiencias que não vivestes e, se calhar, já não é altura para vive-las,
em corrigir erros e opções que já não podes corrigir.

Pensa: és uma nova pessoa em relação ao que eras no passado;
cresceste, tornaste-te outro, não queiras voltar atrás;
és quem és agora, no presente, não aquele que querias ou terias que ser
seja porque motivos for; coloca-te em paz deste modo,
é assim que neste momento os teus irmãos gostam de ti;
e sonha, não deixes de sonhar e de esperar no futuro!
Sei que, neste momento para ti, o futuro ainda é a palavra mais importante,
estás a começar! Seja qual for a tua idade no BI...

E agora, deixa-me só dizer-te mais uma coisa: conta com Deus.
Diz Paulo que, em Cristo, "somos uma nova criatura" (lá nalguma das cartas!)
em que não contam as amarras da nossa história, os nossos erros,
o que fizemos ou nos fizeram de menos bom,
pois tudo isso já morreu! A tua história fez-te ser agora quem és,
e é assim que o Pai te assume, te abraça e te envia.
Não queiras mudar o que Deus também não quer.

E se porventura vierem vozes a dizer-te
que estás mal, que os outros estão contra ti, que já não poderás ser alguém porque nunca o foste,
faz uma coisa: manda-as calar imediatamente.
Não te ponhas a discutir, perderás tempo e a discussão.
Manda-as calar e avança: mesmo que não tenhas argumentos, diz apenas: Acredito.

Perdoa-me se me detenho tanto nestas coisas,
depois conversaremos sobre o que é mesmo interessante, o Evangelho de Jesus, a Fé...
Agora, deixo-te uma grande abraço e digo-te: Acredito em Ti.

5 comentários:

Anónimo disse...

Olá Rui Pedro,
muito obrigada... também Acredito em Ti...
Beijinho,
Célia Morais

Ni disse...

Há por aí cantinhos que nos "mandam" ao mundo certo... Perdi-me a procurar-me no passado, dei conta quando me encontrei apenas por Acreditar!

Até...

Anónimo disse...

Ola Rui Pedro ! Que bom ver-te por aqui. Só tenho a dizer-te um muito obrigado pelas tuas palavras!!

beijinhos

MILA

Anónimo disse...

Ó Rui Pedro!!!! Bendito seja Deus por ti!Que ternura e doçura ler-te!Desde a primeira hora que também acreditei em ti. Obrigada amiguinho.Maria C.

Olhando o Infinito disse...

Obrigado a Deus por te ter posto no meu caminho, precisava de ler algo tão lindo e encorajador.

um abraço amigo