sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

"Felicito-te por ainda teres crises!"

“Felicito-te por ainda teres crises!”
Felicito-te por estares inscrito na escola das artes de viver e amar, onde só se aprende vivendo e amando, tentando e experimentando, arriscando e descobrindo…

Felicito-te pela fase tão bela que estás a viver, porque tão difícil… É que, sabes, o Homem é um mistério de sublimidade, no qual tudo acontece assim: quanto maior o parto, mais perfeito o nascimento!

Estás numa idade de crises, prestes a dar o salto para te tornares uma pessoa mais adulta, madura e feliz… Não estás contente contigo próprio, assim como és… Porque já descobriste motivos e apelos, desafios e metas que te levam a quereres crescer! Se gostasses de ser mediocre, não terias crises!

Pois digo-te o primeiro segredo: todas as idades são idades de crises! Em todas as idades da tua vida, serás sempre chamado e interpelado a crescer, a dar saltos, a voar…

E outro segredo: o contrário do mediocre é o Homem Novo; estás a crescer como o Homem Novo quando aqueles que contigo se encontram em profundidade te dizem: estás tão diferente! Nem pareces o mesmo, cresceste tanto… estás outra pessoa!

Tenho a certeza de que, embora não te pareça, se estiveres atento descobres pessoas no teu dia-a-dia que te amam e te agradecem o facto de existires porque és importante para elas!

Ainda bem que estás em crise; sabes: “quanto mais densa e profunda é uma realização pessoal, mais englobantes e radicais são as duvidas e questões que se levantam no momento da crise”. Ou seja, parece-te que não deixas de ter momentos de crise, e ainda bem! Estás a construir o Homem Novo.

Podes ter a certeza absoluta que Deus está do teu lado, totalmente. Mais: não te julga por estares em crise, por colocares tantas perguntas e mesmo por não sentires nenhuma emoção quanto a ele. Ele sabe que o Amor não se joga apenas nas emoções e humores, mas acontece a um nível mais profundo, de opções, sentimentos e vontade!

Olha, já Paulo, o grande Apóstolo Paulo desabafa numa das suas cartas: “Não faço o bem que quero, mas pratico o mal que não quero. Infeliz de mim! Quem me libertará desta condição mortal? Graças a Deus, por Jesus Cristo!” E “cravaram-me na carne um aguilhão. Por causa disso por tres vezes roguei ao Senhor que o afastasse de mim. Ele me respondeu: basta-te a minha graça, a força se revela na fraqueza”.

Quanto ao próprio Jesus, vê o que diz a carta aos Hebreus: “Durante a sua vida mortal dirigiu pedidos e suplicas àquele que podia livrá-lo da morte, e por essa atitude foi ouvido. Embora sendo filho, aprendeu sofrendo o que é obedecer”; e “O Sumo-Sacerdote que temos não é insensível à nossa fraqueza, já que foi provado como nós em tudo, excepto no pecado”.

Portanto, Deus não está contra ti, mas também nã penses que está no teu lugar! O mistério de seres pessoa é que és tu o autor da tua própria história, da tua própria vida, e Deus respeita-te absolutamente! Às vezes apetecia-te que ele te substituisse, mas aí deixavas de ser tu próprio!

Experimenta tomar iniciativas; encontra-te contigo próprio, em ti encontrarás as respostas que, no fundo no fundo, já conheces. Mesmo que não te apeteça, que sintas qe não vale a pena, toma aquelas iniciativas que sabes que são importantes. Não é bom estares em crise! O bom é poderes aproveitar o que estás a viver para dares um salto, para renasceres como uma pessoa diferentes, embora continues a ser tu próprio!

Conheço-te, sei que as opções fundamentais da tua vida são no sentido da humanização, da fraternidade, do bem e da verdade. Sei que estás comprometido com a felicidade dos teus irmaos, de ti próprio e da Humanidade. Então não há motivos para que a tua história não seja uma história de sucesso! Serás fecundo, haverão pessoas – tenho a certeza – que ficarão mais felizes e ricas por te terem conhecido. Podes agora não sentir muito isto – se calhar é daquele Tu que está para nascer que as pessoas esperam, e até já agradecem!

Olha, vou-te dizer um último segredo: amo muito o Homem Novo. Amo-o tanto! É belo, e bonito, e sublime, este Homem Novo que está a nascer em ti. Sabes porquê? Porque é parecido com Jesus… E porque é o “pintainho a nascer” no seio do Amor Pleno de Deus, o seu útero, aquele que está contigo, ao teu lado, a segredar-te ao ouvido, a dar-te a mão ao teu Homem Novo a nascer… aquele Mestre da liberdade… o Paráclito

Muito obrigado

Um grande abraço

2 comentários:

Rui Santiago disse...

Deixa-me soletrar, companheiro:

M-U-I-T-O O-B-R-I-G-A-D-O

Muito Obrigado! Sabes bem o quanto és importante para mim, não sabes?!

Que privilégio poder viver contigo! Que GRANDE privilégio.

SHALOM

Anónimo disse...

Obrigado por este sentido de vida tão bonito.
Obrigado pela luz que projectaste na minha e na vida de muita gente!