sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Cantar...



Cantar...
Sim, cantar esta história, esta longa história...
E entrar, e mergulhar nesta História,
neste Projecto, "escondido desde os séculos passados
e revelado no Filho"...

Sim, é este Sonho,
é este Projecto, ao qual os Padres chamaram
de Economia, Economia da Salvação,
porque quando falamos de Deus,
só podemos falar de Salvação...

Quando paramos, e escutamos,
e cantamos esta História,
esta história que vem desde o Princípio,
o Princípio sem tempo, nem Universos, nem Estrelas,
o Princípio do Amor, o Princípio do Verbo no Seio do Pai,
esta história que depois se descai
até chegar à Páscoa da Nova Aliança
levando consigo o Abraão, o Moisés, os Profetas
e resgatando este Adam a quem Deus pergunta
desde sempre: "Onde estás?"

Cantar esta história...
E depois dizer: é tão grande...
Sim! Tudo nela ganha sentido,
e então percebemos que a nossa vida
não nos pertence, não é nossa,
mas deixa-se conduzir por esta Economia
gerando-nos e assumindo-nos nela...

E aqui só poderei dizer, eu, mais um deste grande Corpo
que é Adam,
este Adam a quem foi sentenciada a Salvação
na nova Cabeça, no Cristo nossa Páscoa de Salvação,
só poderei dizer: sou teu.
Consagrado. Para mergulhar nesta Economia...

E para a cantar, sim, para a cantar num hino de alegria,
um hino que recapitula toda a minha infidelidade,
o hino do Espírito Paráclito,
o hino desta história inscrita nos corações de Carne
da Nova Humanidade.

e obrigado a todos os irmãos
com quem posso cantar este Canto

4 comentários:

Anónimo disse...

Quero cantar contigo e com todos os que têm sabedoria para saborear o sentido profundo que a vida tem quando saboreada à luz do plano criador e salvador de Deus.
Obrigado pelo que nos dás.

marina disse...

Bom Dia Rui Pedro!

Obrigada nós pelo prazer e pela graça de te poder Escutar!
Beijinhos Grandes!

Rui Santiago disse...

Companheiro, agradeço-te este post, este HINO...

E fico feliz porque o "blogger" ainda não permite interactividade suficiente para que os teus leitores percebam o dramático de ouvir da tua boca "Vou cantar..."

Porque, se já te tivessem ouvido cantar, ao ouvir-te dizer agora isto... PUF


EHEHEHEHEHEHHEHEHEHEHE

Rui Santiago disse...

Companheiro, agradeço-te este post, este HINO...

E fico feliz porque o "blogger" ainda não permite interactividade suficiente para que os teus leitores percebam o dramático de ouvir da tua boca "Vou cantar..."

Porque, se já te tivessem ouvido cantar, ao ouvir-te dizer agora isto... PUF


EHEHEHEHEHEHHEHEHEHEHE