terça-feira, 13 de maio de 2008

Discernir

Se calhar, a arte mais importante de ser pessoa, a seguir a amar, é optar e decidir.
A mais difícil é discernir.
Discernir: colocar-me perante mim próprio, perante o Ressuscitado e o seu Espírito, perante todos os irmãos e perguntar: é por aqui?
Posso ir por aqui?
E vou por aqui no que sou, como sou?
Discernir: quando nos dão aquelas dores de cabeça
pelas exigencias e desafios, pelos riscos,
pelos medos de não estar à altura,
pelas pessoas que estão em causa...
Discernir: quando somos obrigados a escolher,
ou não,
assim, como estamos neste momento,
não perfeitos, não acabados,
ainda a crescer e a aprender,
e assim mesmo, a ter de escolher e avançar,
ou não...
Discernir: no final, o mais fácil é arriscar e avançar
dizendo: vai correr bem.
O mais difícil é continuar, ser firme,
ou em linguagem tipica redentorista, perseverar...


3 comentários:

Mila disse...

Sim Rui Pedro,para isso é preciso ter uma grande capacidade em sabedoria,eu acho...

E também acho que tenho crescido um bocadito aqui neste cantinho,pelo menos é o que eu acho. :):):):)
Obrigada por isso.

Anónimo disse...

Obrigado pela verdade que este post edxprime.
É bom saber que Deus é a única garanti quando as coisas ainda não nos parecem muito claras.
Sinto que és uma mediação de Deus muito verdadeira!

Romeu Sanches disse...

tenho a certeza que vais conseguir discernir qual é o teu próprio caminho...

Um abraço,