sábado, 29 de março de 2008

Domingo II da Páscoa

Viva! Eu e o meu companheiro Gustavo Cabral estamos, desde há alguns meses, de certo modo a animar uma celebração da Eucaristia, na nossa casa em Gaia. Procuramos ajudar os nossos irmãos a criar laços comunitários, convidamos ao serviço nos ministérios, e tentamos cada semana acentuar alguma dimensão do Evangelho que escutamos.
Pensamos então começar a partilhar convosco os textos que preparamos para esta celebração; alguns já os tenho vindo a colocar, agora tentaremos colocar sempre antes do fim-de-semana, para quem porventura sejam úteis. Estão, assim, mais em comunhão com a nossa celebração!


Introdução (quando acendemos o Círio Pascal):
Irmãos:
Continuamos a dinâmica celebrativa da Páscoa durante estas sete semanas, até à festa do Pentecostes. Celebramos o Tempo Pascal porque a Experiência Pascal dos discípulos é uma história progressiva, uma história na qual vamo-nos abrindo e reconhecendo a Presença de Jesus Ressuscitado no meio de nós.

Por isso, nestas semanas, iniciamos a nossa celebração logo com a mesa preparada com a toalha e as velas, a mesa do Banquete e da Festa; porque este, mais do que todos, é um tempo de festa e de alegria, onde todos são sinais de luz e de alegria: o nosso Senhor e Mestre, Jesus de Nazaré, iniciou a dinâmica pascal da vitória sobre todas as mortes.

Além disso, nestas semanas, renovamos a luz do nosso Círio Pascal: ele é símbolo da luz de Cristo, que vence todas as escuridões dos díscipulos, e é símbolo também da nossa Consagração Baptismal: também a nossa vida é um processo de transformação e renovação, de renascimento no Espírito Santo para o Homem Novo.

Esta é a Festa, Senhor, na qual estás presente entre nós…
Esta é a Festa na qual os teus discípulos abrem as portas à tua vitória pascal…
Esta é a Festa da Alegria, em que em ti encontramos, Senhor, a Paz da Nova Aliança, da verdadeira Páscoa…
Oração dos Fiéis:
Jesus Ressuscitado, Senhor:
É como Comunidade dos teus discípulos que formamos o teu Corpo, mediação da tua Presença e Anúncio no mundo. Ajuda-nos a construir a nossa Comunidade no exemplo dos primeiros discípulos, a crescermos na fraternidade, na partilha, na fidelidade ao teu Espírito e à tua Palavra, no testemunho de ressuscitados.

Senhor:
A tua Presença de Ressuscitado na nossa vida é sempre uma presença de Paz: ajuda-nos a abrirmo-nos à tua Paz, à alegria da tua vitória pascal sobre todas as mortes, à experiência do teu perdão nas nossas vidas, à missão do testemunhar o Sentido novo da Ressurreição e da inauguração do Reino do Pai.

Senhor:
Ajuda-nos a cada um de nós a crescer e aprofundar a nossa relação contigo, a procurar-te na nossa vida, a caminhar na nossa Fé em ti. E que a experiência pessoal de cada um de nós seja sempre partilhada, amadurecida e alimentada na comunidade dos teus discípulos, onde continuamos a marcha pascal do Reino por ti inaugurada e realizada.
Ofertório
Jesus, Senhor, é juntos como teus discípulos que experimentamos a tua presença entre nós. Também hoje nos visitas com a tua paz, com a alegria de te termos connosco. A morte em ti saiu derrotada, pois a causa pela qual deste a tua vida é a causa do amor.

Assim hoje, Mestre, de maneira especial somos nós todos como teus discípulos e como comunidade de irmãos que nos entregamos a ti para que nos consagres. Queremos crescer juntos, na tua Palavra e no teu Espírito para nos tornarmos cada vez mais contexto no qual fazemos experiência da tua presença e da tua ressurreição.

Jesus, hoje experimentamos a força da tua Ressurreição. Experimentamo-la como força de união e comunhão, que nos aproxima e nos constitui como irmãos e família reunida.

Hoje comprometemo-nos de maneira especial a construir comunidade, a deixarmo-nos conduzir pela unção e a força do teu Espírito de ressuscitado. Comprometemo-nos hoje, Jesus, a sermos teus discípulos, teus eleitos, teus enviados. Hoje, Senhor, somos nós próprios o nosso ofertório.
um grande abraço e boa celebração!

4 comentários:

MILA disse...

Rui Pedro,vim agora aqui espreitar,mas muito sinceramente já com a noção de que se encontrá-se novidades não ia poder ler neste momento,por falta de tempo.
Mas vou ter o grande privilégio de poder estar daqui a um bocadinho a celebrar com vocês a Eucaristia das sete e já agora aproveito para vos dar mais uma vez muitos parabéns pelo vosso empenho!!!
Até já

Anónimo disse...

Obrigado por este testemunho de fé. É muito bom encontrar gente que toma Deus a sério.

Marianinha disse...

Olá Rui Pedro! Quando vi esta imagem lembrei-me logo do nosso coro, que por acaso também tem o nome de "Farol".
Então lembrei-me de cantar a nossa música:

"
Refrão:
Quero ser farol para ser
Sonhar e amar
Quero ver o mundo
A sorrir e a cantar
Tu podes ser luz
Tens que arriscar
Tu podes ser sol
Tu tens muito para dar

(Refrão)

Arco Íris
Sete cores bonitas
De mãos dadas
Todas juntas
Mas diferentes
A pintar
Mais...e...mais

(Refrão)

Melodia
Sete notas amigas
Passo a passo
Com vontade
De aprendermos
Na alegria
A...vi...ver

(Refrão)"

É muito gira. Se um dia quiseres eu canto-a para ti, e a minha irmã ajuda :D
Muuuuiiiitos beijinhos.

Rui Pedro disse...

Muito obrigado, Marianinha, por esta música! Sim, gostava muito de de te ouvir, e à tua mana Inês, a cantá-la!
um beijinho muito forte para ti e outro para a tua mana Inês!