terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

a Páscoa que Tu preparas...



Procuro descobrir a tua beleza, meu Deus
no seio dos meus dias...
E aprofundo, e escuto o teu Projecto,
a tua História, sim, o Projecto de Salvação
com a tua Humanidade.
Pelo menos, como eu o vou descobrindo...

E olho, e parto da Páscoa,
sim, daquela Noite que Tu preparaste
para nós, como um Abbá querido
n'Ele, no teu Jesus, no Filho amado...
Para nós. Para nós lá nascermos...

E renascemos, sim, renascemos naquele Amor,
no teu Amor, Pai, um Amor Grande, Demasiado Bom
cuja Plenitude de Criação só acontece
naquele Big Bang que é a Páscoa...
E renasce uma Humanidade, Nova,
a tua, a do teu Filho, a Plena...

E é aí, Pai, é nessa Páscoa que hoje, por sorte,
pude estar atento, ainda que, sempre, de passagem,
nessa Páscoa que nascemos como Igreja
e celebramos a nossa Vida rodeada, abraçada
no teu Projecto, no teu Amor...
E testemunhámo-lo...

E descobrimos, na nossa história,
a Presença deste Senhor que, pelo teu Amor,
já pertence à minha vida, à nossa História,
desde a noite de Natal até à manhã do 1º Dia...

Ajuda-me, Pai, Abbá,
Pai de Jesus, o Ressuscitado, o meu Mestre e Senhor,
ajuda-me a construir a minha história,
a viver os meus dias em Ti...
No teu Amor de Pai,
no teu Espírito Santo, que não sabe dizer "eu"
como filho, como irmão,
livre...

És um Deus Bom, Pai

2 comentários:

calmeiro matias disse...

Obrigado, Rui Pedro por esta mensagem tão simples e, ao mesmo tempo, tão profumda esaborosa.
Calmeiro Matias

Sol da manhã disse...

livre...
Livre...
LIVRE...
És um Deus Bom, Pai!
Um Deus OmniAmoroso...



Muito Obrigada Rui Pedro por este poema de Amor.

Um Abraço Forte.

Maria